Aproveitemos o Ano Novo…

Fé em Deus e confiança no futuro. Uma das dicas que nosso parceiro André nos dá nesse artigo que abre a nossa newsletter e nos fala do recomeço, das inúmeras oportunidades que um novo ano nos trás

Para o nosso vocábulo “novo” o grego nos apresenta dois vocábulos com nuances de significação, ou sejam, néos e kainós.

Os dicionários nos apresentam a seguinte distinção entre as duas palavras:

Néos seria traduzida em português por novo, jovem, recente, jovial, novo no sentido de tempo, recém-formado, etc.

Kainós é o novo na espécie, no caráter, no modelo, renovado, melhorado, de maior excelência, não novo no tempo, mas novo na forma ou qualidade, melhor que o velho.

Podemos então afirmar Deus nos concedeu mais uma vez a oportunidade do Novo  poder ter os dois significados.

O Ano Novo é Néos já que tem em si o sentido de tempo, recém-formado, fica dependente de nós colocarmos o sentido de Kainós neste Novo Ano já que a renovação, ou novo na forma ou qualidade depende da nossa atitude perante a vida, e do nosso livre arbítrio.

Tudo o que é novo traz incerteza e por vezes medo, mas aqueles que conhecem a doutrina espírita tem por obrigação, pelo conhecimento que tem, de exercitar a fé em Deus e a confiança no futuro.

Cada um deve analisar o que deve ou não ser mudado para que os dois significados possam estar presentes nesta nova oportunidade.

Oportunidade de aprendizado, de novos desafios, de nova esperança e de crescimento enquanto espiritos imortais que somos.

Todos os dias recebemos variadíssimas formas de crescimento que podemos considerar como bênçãos ou reclamarmos dessas oportunidades.

Dependerá de cada um de nós a forma como encaramos esta escola magnífica da reencarnação e de cada Ano Novo.

Devemos aproveitar cada uma dessas oportunidades e seguir o conselho de Meimei:

“Avalia as bênçãos que te ficam no balanço de quaisquer ocorrências e agradece o saldo dos recursos e vantagens com que a Misericórdia Divina te favorece, na certeza de que os Emissários dos Céus te ajudarão a reconhecer que Deus, em qualquer situação e em qualquer tempo, faz, por nós todos, o que seja melhor.”

André Oliveira

Facebooktwitterlinkedinmail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.