O HOMEM NO MUNDO

Qual seria o comportamento ideal do Homem no Mundo?

Os espíritos vêm nos alertar que a melhor forma de comportamento é a do homem alegre, mas da alegria da boa consciência. Daquele que, ao solicitar a assistência dos bons espíritos, não deixa morar nenhum pensamento fútil ou mundano para que a boa semente possa, por eles, ser lançada.

O Homem não deve viver isolado ou enclausurado para não se contaminar com as frivolidades do Mundo. O verdadeiro mérito não está em ficarmos isolados, fechados para que não erremos.  Mas sim vivermos no Mundo no qual somos obrigados a pautar nosso comportamento, a cada situação que ocorra. Desta forma atingiremos o aprimoramento moral e espiritual.

E agora, nestes momentos que ainda é necessário o isolamento social? Podemos estar impossibilitados de uma convivência física, mas todos temos recursos disponíveis a serem utilizados como a Internet, celulares, meios de comunicação à distância, fotos, gravações de voz, face time etc. O isolamento será passageiro e poderemos em breve estar com nossos familiares, amigos, em escolas e no trabalho.

Jesus Cristo, o nosso maior modelo, não ficou enclausurado e, sim, saiu a mostrar à Humanidade as verdades que até hoje prevalecem.  É bem verdade que encontrou pessoas de todos os tipos, mas através da sua obra pudemos receber tantos conceitos consoladores.

A perfeição do Espírito tem por fundamento a prática da caridade. Esta não deve sofrer limitações. Ela abrange todas as classes sociais, desde a mais simples até a mais elevada. Se o homem se isola do Mundo perde a oportunidade de exercê-la, pois não tendo contato com seus semelhantes não há como praticá-la, perdendo ainda o mais importante meio de se aperfeiçoar.

E nestes momentos de isolamento social, como estamos exercitando a caridade? Se temos mais idade é ideal preservarmos o isolamento, mas e os mais jovens?

Estamos vendo grandes movimentos de entrega de alimentos, cestas básicas, máscaras de proteção, livrinhos para crianças, acessórios de higiene – tão importantes neste momento da pandemia. Vejam, se não podemos sair de casa existe sempre algo que podemos confeccionar com as nossas mãos. Outra possibilidade é, através da Internet, divulgar conhecimento; algo que sabemos fazer e que será de grande ajuda para o nosso próximo.

Muitas pessoas religiosas optam por se enclausurar, vivendo fora do mundo exterior, convencidas que com isso estão mais perto de Deus. Ficam somente na oração e perdem a oportunidade do convívio social.  Se Jesus tivesse procedido desta forma, não teríamos tido acesso ao conhecimento de seus atos e dos ensinamentos contidos no Evangelho. Deus se encontra em todos os lugares. Ao iniciar uma obra, um estudo, elevemos o nosso pensamento pedindo Sua proteção para sermos bem sucedidos  – assim como Sua benção para encerrá-la.  E lembremos que o Homem no Mundo deve seguir sempre os ensinamentos do Mestre: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos”.

Irene Wenzel Gaviolle

Facebooktwitterlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.