DEUS

Passei tanto tempo procurando-Te!

Não sabia aonde estavas. Olhava para o infinito, não Te via.

E pensava comigo mesmo, será que Tu existes?

Não me contentava com a busca e prosseguia;

Tentava Te encontrar nas religiões e nos templos,

Tu também não estavas.

Te busquei através de sacerdotes e pastores.

Também não Te encontrei…

Senti-me só, vazio, desesperado; e descri.

E na descrença Te ofendi,

E na ofensa, tropecei,

E no tropeço caí,

E na queda senti-me fraco.

Fraco, procurei socorro.

No socorro encontrei amigos

Nos amigos encontrei carinho

No carinho eu vi nascer o amor

Com amor, eu vi um mundo novo

E no mundo novo resolvi viver

O que recebi, resolvi doar

Doando alguma coisa, muito recebi

E recebendo me senti feliz

E ao ser feliz encontrei a paz

E tendo paz foi que enxerguei

Que dentro de mim é que Tu estavas.

E sem procurar-Te,

Foi que Te encontrei.

Após lermos este belo poema fiquemos em paz sempre, mesmo nos momentos difíceis, pois confiamos em Deus e Ele só nos manda o que precisamos passar. Muitas vezes é na dificuldade, na dor, que nossa Fé aumenta. Lembremos também que, quando estamos tristes ou com alguma doença física, são  nossos  amigos e parentes, que queremos  junto a nós, para nos fortalecer  e nos amparar.

Mas…lembremos sempre que é através da ORAÇÃO, que somos acolhidos por Jesus, nosso Mestre e Irmão maior. Oremos sempre! Pela manhã, pedindo bênçãos ao Senhor para nosso dia que está começando; quando formos dormir, agradecer pelo dia que tivemos e pedir pela noite que teremos.

Enfim, não devemos nos revoltar nunca nem mesmo agora com esta pandemia. De tudo devemos tirar algo de bom. A pandemia está fazendo com que fiquemos conosco, analisando-nos. No que posso e devo melhorar comigo mesmo e com meu semelhante? Creio que devo estender mais a mão ao meu irmão, pois como é dito na oração franciscana: ” É dando que se recebe “.

E é no AMOR, dando e recebendo, que seremos felizes, pois somente o Amor constrói! Sigamos o que Jesus nos ensinou: “ Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento; e amarás ao teu próximo como a ti mesmo.”

Sonia Ribeiro

Facebooktwitterlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.